Home » Comissão avaliadora recomenda de forma unânime estabelecimento do Mecila

Comissão avaliadora recomenda de forma unânime estabelecimento do Mecila

De 02 a 04 de setembro o Mecila recebeu em São Paulo uma comissão internacional de onze membros, entre acadêmicos e observadores, para avaliar o desenvolvimento do Centro ao longo de seus dois primeiros anos de funcionamento e sua proposta para os próximos seis anos. 

Após vistoriar as instalações físicas do Mecila e realizar rodadas de discussões com as pesquisadoras e os pesquisadores do grupo e também com as autoridades das instituições participantes do projeto, a comissão avaliadora decidiu recomendar ao Ministério Alemão de Educação e Pesquisa o financiamento do Centro. 

A comissão destacou não só a qualidade científica do projeto, mas também a estrutura do Centro, que privilegia a cooperação  simétrica e equilibrada entre pesquisadoras, pesquisadores e instituições de diferentes países.

Nessa nova etapa, a ser iniciada em abril de 2020, o Centro se efetiva como uma rede de altos estudos em ciências humanas, ampliando sua estrutura, atividades e corpo de pesquisadores entre as sete instituições participantes: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) e Universidade de São Paulo (USP), no Brasil; Universidad de la Plata, na Argentina; El Colegio de México, no México; além da Freie Universität Berlin (Universidade Livre de Berlin), Universität zu Köln (Universidade de Colônia), e Ibero-Amerikanisches Institut (Instituto Ibero-Americano), na Alemanha.

Editais internacionais públicos e amplos serão publicados para posições diversas. A cada ano serão disponibilizadas cinco bolsas para pesquisadoras/es experientes e quatro para pesquisadoras/es recém-doutoradas/os, além de bolsas semestrais para doutorandas/os – estas últimas restritas às instituições consorciadas. 

Candidatas e candidatos de qualquer nacionalidade interessados em trabalhos relacionados ao tema central do Mecila poderão se inscrever. Haverá também abertura de chamadas para a participação em grupos de pesquisas temáticos. Em breve divulgaremos os editais com maiores detalhes.

Discussão das pesquisadoras e pesquisadores com a comissão avaliadora se deu na Faculdade de Direito da USP | Foto: Nora Jacobs

Ao dirigir seus interesses de pesquisa para a conexão entre interações sociais e desigualdade, o Mecila procura explorar como as disputas distributivas, sejam elas de natureza econômica, política, ecológica ou mesmo epistemológica, se expressam nas interações cotidianas e no interior das instituições. Interessam também ao Centro disputas e conflitos distributivos contemporâneos, assim como aqueles pesquisados de uma perspectiva histórica. Estudos teóricos ou de natureza empírica, sejam eles estudos de caso ou trabalhos comparativos, são igualmente relevantes para a agenda de investigação do Centro.   

Com a aprovação do financiamento para os próximos seis anos, o Mecila se consolida como espaço interdisciplinar e transnacional de excelência para  o desenvolvimento e valorização de pesquisas no campo das humanidades e das ciências sociais.