Home » 8º Diálogo Brasil-Alemanha foca nas ondas mundiais de violência e radicalização

Dedicado a entender e a discutir a prevenção da violência e da radicalização de conflitos que ameaçam a sociedade mundialmente, o 8º Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação será realizado na capital paulista nos dias 30 e 31 de outubro. As inscrições podem ser feitas aqui.

Com organização do Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH São Paulo) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), o evento conta com a participação de palestrantes renomados da Alemanha e do Brasil, abordando pesquisas recentes e áreas de interesse mútuo. É também uma oportunidade de envolvimento de setores diversos como comunidade científica, tomadores de decisão, representantes de empresas e de governo de ambos os países.

Na abertura do Diálogo 2019, Julian Junk, do Peace Research Institute Frankfurt (HSFK), discutirá a radicalização da violência na Europa e Estados Unidos. E Alba Zaluar, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, focará na problemática dos círculos viciosos em segurança pública e o aumento da criminalidade no Brasil.

O programa continuará nos dois dias com os painéis: “Understanding Radicalizations of Conflicts and Violence: Forms, Actors and Spaces” e “Strategies for Prevention and Deradicalization of Violence: Governance, Education and Culture”. O primeiro abordará a compreensão de movimentos de violência e conflitos radicais, tanto em suas diversas formas e espaços, como também por seus principais influenciadores. Já o segundo apresentará exemplos de estratégias para a prevenção da violência por meio de ações que envolvam a governança, base educacional e iniciativas culturais.

A programação termina no segundo dia Thomas Fischer, da Universidade Católica de Eichstätt-Ingolstadt (KU), e Lilia Schwarcz, da Universidade de São Paulo (USP), abordarão, respectivamente, a prevenção da violência e da radicalização de conflitos na Alemanha, além da história e momento atual da violência e autoritarismo no Brasil.

• • •

Ao fim dos dois dias de evento, haverá rápidas seções de pergunta e resposta com representantes de agências de fomento. No dia 30, representantes do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), da Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG) e da Fapesp falarão sobre programas de apoio à cooperação científica. No dia 31, as mesmas agências, além da Fundação Alexander von Humboldt, informarão sobre bolsas individuais.

O Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação conta com a parceria do DAAD, Ministério das Relações Externas da Alemanha, USP (Universidade de São Paulo), Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e Unesp (Universidade Estadual Paulista). O evento tem apoio da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), Fundação Konrad Adenauer, Fundação Heinrich Böll Rio de Janeiro, Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha (VDI-Brasil), Goethe Institut e Mecila (Maria Sibylla Merian International Centre for Advanced Studies in the Humanities and Social Sciences Conviviality-Inequality in Latin America).

• • •

8º Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação
Radicalization and Violence: Perspectives and Approaches

Quando: 30 e 31 de outubro de 2019
Onde: Fapesp – Rua Pio XI n º 1500 – Alto da Lapa – São Paulo (SP)
Mais informações: (11) 3838-4362 / eventos@fapesp.br
Inscreva-se aqui •

• • •

Programação Completa

Ana Paula Katz Kalegari e Mecila