Mecila
25 Nov

Convivialidade de saberes

Conversa entre Alberto Guarani e Peter W. Schulze

Goethe-Institut | R. Lisboa, 974 - Pinheiros

About the event

Palestras Mecila: Convivialidade e desigualdade social na América Latina

Na série de palestras Palestras Mecila | Goethe-Institut, pesquisadores internacionais de ciências sociais e humanas apresentam ao público não especializado seu trabalho atual considerando as diferentes facetas de convivialidade e desigualdade social na América Latina.

Mecila, o Maria Sibylla Merian Centre Conviviality-Inequality in Latin America, é um centro de estudos avançados em ciências humanas e sociais financiado pelo Ministério Federal Alemão de Educação e Pesquisa (BMBF), com sede em São Paulo. Um consórcio de universidades na Alemanha, no México e no Brasil, o Mecila estuda as múltiplas inter-relações de convivialidade e desigualdade a partir de uma perspectiva interdisciplinar.

Por ocasião do lançamento do livro “Literatura e arte indígena no Brasil” e da finalização do filme “Yvy Pyte” – “Coração da Terra”

Nos últimos anos, as artes indígenas no Brasil têm ganhado cada vez mais visibilidade no campo cultural e científico – tanto pela sua complexidade estética quanto pelos profundos saberes inerentes a essas obras. Em complemento às obras, têm surgido saberes novadores na própria fala de seus autores e suas autoras. Com o intuito de contribuir para a circulação das produções estético-filosóficas de autoria indígena, será lançado e apresentado o livro “Literatura e arte indígena no Brasil”. O livro baseia-se na fala e na reprodução de obras de Ailton Krenak, Alberto Guarani, Arissana Pataxó, Daniel Munduruku, Denilson Baniwa, Eliane Potiguara, Jaider Esbell e Katú Mirim. Por ocasião do lançamento do livro, no qual participou como protagonista, o grande cineasta Alberto Guarani apresentará trechos do seu novo filme “Yvy Pyte” – “Coração da Terra”, ainda não lançado. O público será convidado a participar numa convivialidade de saberes, manifesta na obra de Alberto Guarani e, potencialmente, na conversa com ele.

O evento ocorre na Biblioteca do Goethe-Institut de São Paulo, R. Lisboa, 974 – Pinheiros, no dia 25.11 às 19h.

Para participar do evento, inscreva-se aqui.

 

Alberto Alvares Guarani é mestre no Programa de Pós-Graduação em Cinema de Audiovisual na Universidade Federal Fluminense. Cineasta indígena da etnia Guarani Nhandewa, nascido na aldeia Porto Lindo, Mato Grosso do Sul, ele também atua como professor e tradutor de Guarani e ministra curso de formação de cineastas indígenas. Desde sua estreia em 2010, Alberto Guarani realizou mais de 20 documentários, entre eles “Karai ha’egui Kunhã Karai ‘ete”/”Os verdadeiros líderes espirituais” (2014), “O último sonho” (2019) e “Guardião das Memórias” que foi exibido na 21ª Bienal de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil em 2020. Com seus filmes ganhou prêmios, inclusive no forumdoc, em Belo Horizonte, e no Doclisboa, em Lisboa. Também atuou como um dos autores Falas da Terra Especial (2021), da TV Globo.

Peter W. Schulze é professor de estudos latino-americanos e diretor do Instituto Luso-Brasileiro da Universidade de Colônia. Atua como investigador principal de Mecila e foi codiretor desse centro em São Paulo no ano de 2022. Dirige o projeto de pesquisa “O pensamento das margens: arte e literatura indígena e afro-brasileira”. É editor das séries Estudos Luso-Brasileiros, pela editora Peter Lang, e Cadernos do Instituto Luso-Brasileiro, da Universidade de Colônia.