Home » Antropólogas na Segurança: Diálogos entre Argentina e Brasil

Segurança pública é tema permanente de debate na América Latina. Frequentemente mobilizada como moeda política por atores que ignoram as discussões mais avançadas da área e alternativas a modelos de gestão falhos e ultrapassados. Para pensar e criar novas políticas de segurança pública é preciso ir além de soluções fáceis que se apoiem no autoritarismo e na repressão como fórmulas mágicas.   

Como a experiência e o olhar da Antropologia podem contribuir para este debate? E como antropólogas/os do Brasil e da Argentina têm mobilizado seus conhecimentos para atuar neste campo? É neste sentido que promovemos o debate “Antropólogas na Segurança: diálogos entre Argentina e Brasil”.

Além de pesquisar sobre os principais desafios de segurança pública que estes países atualmente enfrentam, as nossas convidadas também irão partilhar suas experiências e os dilemas vivenciados nos cargos de gestão em que atuam.  

 

Contaremos com a presença de:

Susana Durão

Professora de Antropologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Senior Fellow do Mecilaresponsável pela reformulação da política de segurança da Unicamp.  Coordenou o projeto de pesquisa internacional “Policing and Urban Imaginaries: New Security Formats in Southern Cities” (2015-2019).

 

Sabina Frederic

Atual Ministra da Segurança da Nação, Argentina. Doutora em Antropologia Social, Docente e Investigadora da Universidad Nacional de Quilmes e do Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET), Argentina.

Sabrina Calandrón

Atual Subsecretária de Direitos, Bem-Estar e Gênero no Ministério da Segurança da Nação, Argentina. Doutora em Antropologia Social, Docente e Investigadora da Universidad Nacional de La Plata.

Gabriel Kessler (Moderação)

 Professor na Universidad Nacional de La Plata, Argentina e pesquisador do CONICET, foi Senior Fellow do Mecila.  Escreveu com Robert Castel “El sentimiento de Inseguridad. Sociología del temor al delito, Individuación, precariedad y riesgo”.

 

Antropólogas na Segurança: diálogos entre Argentina e Brasil

Quando: 22 de fevereiro, 16:00 (São Paulo | Buenos Aires)
Onde: Canal do YouTube do Mecila
Idiomas: Espanhol e Português (não haverá tradução)